Archive for November, 2008

desamparem-me a loja!!!

Posted: November 28, 2008 in Uncategorized

Hora de almoço, fui dar a minha volta diária a pé e encontro quem? A puta da cigana a pedir. Não me desamparava a loja a insistir e ainda me tocou várias vezes no braço. Grrrrrrrr

Quando finalmente lhe abri mais os olhos e esbracejei lá ficou para trás, a rogar-me pragas. Puta que pariu!!! Dassss.

E ainda tive que chegar aqui e ir lavar a merda da manga do casaco. Porra não há pachorra.

Advertisements

tretas

Posted: November 26, 2008 in Uncategorized

Eu sou daquelas pessoas que não passam a vida a dizer ao próximo o quanto ele é especial. Que não passam os dias a afagar o pêlo dos outros. Gosto pouco de minhoquices. Tenho pouca paciência para tanto mel, fico enjoada. E mais, o que sinto especial não o posso banalizar, muito menos fingir que é para qualquer um. Digo fingir, porque para ser especial tem que ser restrito. A melhor maneira de não gostar de ninguém é gostar muiiiiiiitooooooooooooo de toda a gente. Treeeeetaaaaasssssssssss.

constatações

Posted: November 25, 2008 in Uncategorized

Eu sou daquelas pessoas que acredita que as maiorias não estão necessariamente certas, no entanto, quando diferentes pessoas em diferentes situações nos dizem a mesma coisa, repetidamente e anos a fio, devemos ponderar… assim, constato não sei se com tristeza se apenas com um amargo de boca que fui a vida toda uma sacana de uma egoísta de merda e lamentavelmente continuo a sê-lo. Consola-me saber que não sou a única!

aimmmm

Posted: November 20, 2008 in Uncategorized

Estou apaixonada e depois? Algum problema? Hum?!

Posted: November 14, 2008 in Uncategorized

«Eu já nem lembro “pronde” mesmo que eu vou
Mas vou até o fim
Como já disse era um anjo safado
O chato dum querubim
Que decretou que eu estava predestinado
A ser todo ruim
Já de saída a minha estrada entortou
Mas vou até o fim»

YES HE CAN!!!

Posted: November 5, 2008 in Uncategorized

yes-he-can

(imagem retirada da net)